segunda-feira , agosto 20 2018
Home / Notícias / Destaque / COM PROTESTOS E VISITAS A GABINETES, SINDSEF NOTIFICA BANCADA FEDERAL PARA REVERTER DESMONTE DA SAMP

COM PROTESTOS E VISITAS A GABINETES, SINDSEF NOTIFICA BANCADA FEDERAL PARA REVERTER DESMONTE DA SAMP

Apreensiva com os possíveis transtornos e o retrocesso que ocorrerá com o desmonte da SAMP (Superintendência do Ministério do Planejamento) nos estados de Rondônia, Roraima e Amapá, conforme determina a Portaria 4.925 de 10 de maio de 2018, do Governo Federal, o Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia – Sindsef está articulando um enfrentamento conjunto com os representantes sindicais dos estados atingidos e articulando a mobilização das bancadas federais no Congresso Nacional para atuarem conjuntamente na reversão dessa inoportuna medida.

Na quinta-feira, (07), o presidente Abson Praxedes e a diretora Flavia Hiromi Takahashi, acompanhados pelas professoras Nicelda (Pimenta Bueno) e Josineide (Guajará Mirim) percorreram todos os gabinetes dos deputados federais e dos senadores de Rondônia, notificando com documento sobre o fato e alertando dos possíveis transtornos.

 

Em Porto Velho, na manhã desta sexta-feira (08), o sindicato e os servidores da SAMP chamaram a atenção para o tema através de protesto com faixas e pit stop realizado em solenidade pública com a presença de todos os parlamentares federais, no auditório do IFRO. Na oportunidade, também foi realizado contato com os deputados (as) e senadores e entregue solicitação de reunião para segunda-feira (11), na Sede do Sindsef.

De acordo com o presidente Abson Praxedes, a portaria do Governo delega competência ao Coordenador Geral de Gestão de Folha de Pagamento do Departamento de Órgãos Extintos e de Gestão de Folha de Pagamento da Secretaria de Gestão de Pessoas. Ou seja, os servidores que tinham seus atendimentos nos estados a tudo que se refere em seus interesses funcionais, com essa medida todo processo de gestação de pessoas será centralizado em Brasília.

Desde que tomou conhecimento da medida, a Diretoria Executiva do Sindsef tem promovido reuniões com os servidores da SAMP para juntos reverterem essa situação. Vale ressaltar a SAMP Rondônia assiste cerca de quinze mil servidores, na sua maioria aposentados e pensionistas.

“Por mais que o Governo Federal pretenda uma eventual otimização de recursos com essa medida, o Sindsef entende que é uma brutal ofensa da dignidade desses trabalhadores que alicerçaram o processo de organização dos Ex-Territórios. Os possíveis transtornos causados por essa medida no atendimento desses servidores fere a dignidade dos mesmos, pois se trata de servidores na sua maioria com idade já avançada e que dependem de um acolhimento presencial na resolução de seus direitos funcionais”, explica o presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *