SINDSEF - Sindicato dos Servidores Federais do Estado de Rondônia Mais de 5 mil protestam contra reforma da Previdência e em defesa dos Serviços Públicos – SINDSEF – Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia
domingo , julho 3 2022
Home / Notícias / Mais de 5 mil protestam contra reforma da Previdência e em defesa dos Serviços Públicos

Mais de 5 mil protestam contra reforma da Previdência e em defesa dos Serviços Públicos

Ato em frente à Câmara dos Deputados reuniu servidores de diversas categorias que vão somar forças na Greve Geral preparada para o dia 5 de dezembro

Mais de 5 mil servidores de todo Brasil lotaram o Anexo 2 da Câmara dos Deputados, nessa terça-feira, 28, num protesto contra a aprovação da Reforma da Previdência e em defesa dos serviços públicos. Com o pretexto de eliminar privilégios, o governo gastou R$20 milhões em uma campanha publicitária onde tenta numa cartada desesperada ganhar apoio da sociedade para aprovar mais retirada de direitos de todos os trabalhadores, tanto do setor público quanto privado. Só muita mobilização e unidade são capazes de barrar essa onda de ataques.

No ato de hoje participaram diversos deputados que manifestaram apoio aos trabalhadores, entre eles, Jandira Feghali, Benedita da Silva, José Guimarães, Glauber Braga, Jô Moraes, e outros. Para eles não há acordo possível na aprovação do texto apresentado para reforma da Previdência. A necessidade de cobrar dos deputados em suas bases eleitorais para que votem contra a reforma foi lembrada por todos. Por intermédio de alguns desses parlamentares é que foi possível garantir o acesso de parte dos servidores e manifestantes da sociedade civil organizada ao ato. Mais cedo eles foram impedidos pela polícia de acessar a Esplanada dos Ministérios.

Para a Condsef/Fenadsef o ato de hoje dá novo fôlego à luta contra a votação e aprovação da reforma da Previdência. Dando continuidade ao processo de resistência, a Confederação aprovou ontem, 27, no seu Conselho Deliberativo de Entidades (CDE), a participação da maioria dos servidores do Executivo na Greve Geral convocada pelas centrais, entre elas a CUT, para o próximo dia 5.

Secretário de Formação Sindical, Herclus Coelho, presente no ato em Brasília.

Vale ainda destacar o conteúdo de cartazes produzidos por entidades que integram os dois maiores fóruns de servidores federais do Brasil (Fonasefe e Fonacate). Em um deles a lembrança de que este ano 150 mil empresas da Fiesp vão pagar menos impostos. Em outro o dado recente do perdão de R$7 bilhões em dívidas de empresas concedido pelo governo. A pergunta lida nesses cartazes deve seguir ecoando: Afinal, “Quem são os privilegiados?”

Fonte: Condsef/Fenadsef