SINDSEF - Sindicato dos Servidores Federais do Estado de Rondônia Professor Mário Jorge concede entrevista ao jornalista Maurício Calixto no programa “A Hora do Povo” – SINDSEF – Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia
domingo , julho 3 2022
Home / Notícias / Destaque / Professor Mário Jorge concede entrevista ao jornalista Maurício Calixto no programa “A Hora do Povo”

Professor Mário Jorge concede entrevista ao jornalista Maurício Calixto no programa “A Hora do Povo”

Dia do servidor público, fim da estabilidade e retirada de direitos foram alguns dos temas abordados pelo vice-presidente do Sindsef, Mário Jorge Sousa de Oliveira, ao programa “A Hora do Povo”, da Rádio Rondônia FM, apresentado pelo Advogado e Jornalista, Maurício Calixto, na última quinta-feira (26).

Cumprindo uma longa agenda de atividades na semana que antecede o Dia do Servidor Público, os microfones da rádio Rondônia (93,3 FM) estiveram à disposição ao professor Mário Jorge para colocar suas opiniões e críticas ao cenário desfavorável que se aproximar cada vez mais do trabalhador.

O vice-presidente do Sindsef criticou a postura do Governo Federal, que busca mecanismos para prejudicar os servidores públicos com retiradas de direitos conquistados e recursos de seus contracheques, inclusive em algumas situações já transitados e julgados.

Outra afronta aos trabalhadores é a tentativa de acabar com a estabilidade no serviço público, facilitando assim as exonerações. “Você percebe uma tentativa do governo em arrumar uma válvula de escape para demitir servidores, uma avaliação de desempenho muito questionada que facilita a demissão é um absurdo” destaca Mário.

28 de Outubro – Dia do Servidor Público

Mário destacou que o sindicato que seguia a tradição de se comemorar o dia do servidor deliberou que este ano não temos nada a comemorar, a situação crítica que o país passa com ataques de direitos, congelamento de salários e investimentos na educação e saúde, são reflexões que o servidor deve analisar. “A diretoria executiva deseja que continuemos unidos e na esperança de reescrever a história do sindicalismo em busca de dias melhores e valorização do serviço público”, disse.