SINDSEF - Sindicato dos Servidores Federais do Estado de Rondônia Redução de casos de malária é comemorada por servidores em reunião no Sindsef – SINDSEF – Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia
domingo , julho 3 2022
Home / Notícias / Destaque / Redução de casos de malária é comemorada por servidores em reunião no Sindsef

Redução de casos de malária é comemorada por servidores em reunião no Sindsef

Entre janeiro a maio deste ano, Porto Velho apresentou redução de 25% no índice de casos de malária, se comparado ao mesmo período de 2015. Esta é a primeira vez, em dez anos, que a capital rondoniense registra percentual de baixo risco da doença. Os dados foram apresentados aos servidores que atuam no Departamento de Controle de Zoonoses (DCZ) do município, em reunião realizada nesta sexta-feira (8), no auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Estado de Rondônia – Sindsef/RO.

_DSC0193

Número de casos da Malária

2015 (Janeiro a Maio) 1.335 casos
2016 (Janeiro a Maio) 1.004 casos
Redução de 25%
Fonte: Departamento de Controle de Zoonoses (DCZ) – Porto Velho

O apoiador técnico do Programa Nacional de Controle da Malária, Luciano Bulegon de Almeida, destacou aos servidores, que devido à redução dos casos, Porto Velho alcançou o índice parasitário de 6,8%, considerado pelo Ministério da Saúde, como de baixo risco.

A prestação de contas teve como objetivo, divulgar aos servidores, o resultado positivo do trabalho deles no combate a malária. “Para chegar a essa colocação, há um esforço de toda uma equipe em campo. O momento é importante para que saibam que foram eles, os responsáveis pelo baixo índice de risco”, explicou o diretor do DCZ, Rodrigo Antônio Rolim.

_DSC0177

O índice inédito foi conquistado com muito esforço dos agentes que apesar da deficiência de recursos humanos, atendem a extensa área geográfica de Porto Velho, da zona urbana e rural, ressaltou o diretor do DCZ. Atualmente, o Departamento de Controle de Zoonoses (DCZ), conta com uma equipe de apenas 170 agentes, destes 102 são servidores federais descentralizados para o município. De acordo com o diretor, seriam necessários pelo menos, 360 agentes para uma cobertura mais completa.