SINDSEF - Sindicato dos Servidores Federais do Estado de Rondônia Servidores da Funasa, Ministério da Saúde e DCV participam de reunião no Sindsef – SINDSEF – Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia
terça-feira , agosto 13 2019
Home / Notícias / Destaque / Servidores da Funasa, Ministério da Saúde e DCV participam de reunião no Sindsef

Servidores da Funasa, Ministério da Saúde e DCV participam de reunião no Sindsef

Bastante participativos, servidores da Funasa, Ministério da Saúde e DCV fizeram perguntas sobre diversos temas de interesse da categoria durante reunião realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia – Sindsef/RO, no dia 01 de agosto, em Porto Velho, com transmissão pela internet.

A convite do Sindsef, o superintendente do Ministério da Saúde, Igor Mendonça Alves e da Chefe da Segesp (Seção de Gestão de Pessoas), Helena da Silva Rocha Sete estiveram presentes na reunião, que juntamente com a Diretoria Executiva do sindicato e dos advogados Felippe Pestana e Denyvaldo Júnior, responderam os servidores.

Entre os principais pontos abordados na reunião, foram questionados sobre a retirada da gratificação de insalubridade, novos laudos de intoxicação do DDT, os tramites da ação judicial que busca o retorno do pagamento dos planos econômicos e outros.

Quadro defasado

Igor Mendonça informaram que a Superintendência do Ministério da Saúde encontra se com número insuficiente de servidores para atender toda a demanda administrativa. Com isso, alguns direitos dos servidores ficam prejudicados, inclusive, a atualização de dados para conceder licença prêmio, aposentadoria especial e abono de permanência.

Insalubridade

Sobre a retorno das gratificações de insalubridade, Helena da Silva informou que depende dos novos laudos encomendados pelo Ministério da Saúde para verificar a exposição no ambiente de trabalho de cada servidor.

Encaminhamentos

Perante as situações relatadas, o presidente do Sindsef/RO, Abson Praxedes anunciou que irá pedir apoio da bancada federal para intervir junto ao Ministério da Saúde e Ministério da Economia para providencias quanto a insuficiência de recursos humanos e também cobrar o restabelecimento da gratificação de insalubridade.

“Não podemos admitir que sejam suprimidos direitos dos servidores por motivo da falta de recursos humanos no Ministério da Saúde. Vamos procurar resolver administrativamente, se não houver solução, o Sindsef vai ingressar com medida judicial”, destacou.