SINDSEF - Sindicato dos Servidores Federais do Estado de Rondônia Sindsef alerta servidores com laudo de intoxicação por DDT sobre declaração de imposto de renda – SINDSEF – Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia
terça-feira , maio 19 2020
Home / Notícias / Destaque / Sindsef alerta servidores com laudo de intoxicação por DDT sobre declaração de imposto de renda

Sindsef alerta servidores com laudo de intoxicação por DDT sobre declaração de imposto de renda

Servidores da Ex-Sucam e Funasa com intoxicados por DDT, que possuem laudo pericial atestando doença grave, emitido pela junta médica da Funasa, devem ficar atentos para a necessidade de declarar Imposto de Renda (IR), embora garantido a estes o direito à isenção.

O alerta é do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia – Sindsef/RO, por meio do Secretário de Saúde, Almir José. “Servidores que estão isentos devem fazer a declaração para evitar problemas com a Receita Federal).

Em resposta à consulta realizada pelo secretário Almir, a secretária de Assuntos Jurídicos do Sindsef/RO, Joana Darc, orienta que os servidores de posse da Cédula C e da declaração de rendimento do órgão, realizem a declaração e assinalando o campo de isenção.

“Estes servidores isentos não terão imposto a pagar e nem restituir, mas eles tem que fazer a declaração. Caso não façam, sofrerão restrição do CPF e multa”, explica Joana.

PRAZO PARA DECLARAÇÃO
Lembrando que por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, a Receita Federal prorrogou o prazo para a entrega das declarações foi transferido de 30 de abril para 30 de junho de 2020.