SINDSEF - Sindicato dos Servidores Federais do Estado de Rondônia Sindsef participa em Brasília da campanha salarial 2015 e ato contra a terceirização do serviço público – SINDSEF – Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia
segunda-feira , agosto 15 2022
Home / Notícias / Destaque / Sindsef participa em Brasília da campanha salarial 2015 e ato contra a terceirização do serviço público

Sindsef participa em Brasília da campanha salarial 2015 e ato contra a terceirização do serviço público


 

O Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Rondônia (Sindsef), representado por mais de 30 delegados escolhidos em assembleia, participa em Brasília do movimento onde reúne representantes sindicais de todo o país da campanha salarial 2015 e contra a terceirização do serviço público (PL 4330) em ato público em frente ao Congresso Nacional.

Para a diretora executiva Eliete Azevedo, não se pode permitir que o Projeto de Lei 4330 fosse aprovado na Câmara dos Deputados porque ele vai contra os interesses da classe trabalhadora. “Por isso, estamos aqui engrossando a fileira dos servidores que não querem esse retrocesso”, frisou.

Hoje, 8, os servidores federais começam com concentração na tenda e saída em passeada que terá parada no Ministério do Trabalho e Emprego e no Bloco K do Ministério do Planejamento com objetivo de buscar a abertura imediata das negociações com o governo. À tarde servidores realizam atividades específicas pelos ministérios. Às 19 horas entidades do fórum promovem uma reunião. Amanhã, 9, também haverá concentração na tenda e uma marcha prevista para o Palácio do Planalto. À tarde os servidores se reúnem para uma avaliação das atividades e definições para a continuidade da luta.

Para a diretora executiva Ivan Francisca, o governo federal precisa ter mais respeito pelos aposentados que tiveram mais de 30% de redução salarial no momento da sua aposentadoria, por isso, o movimento busca uma paridade salarial entre os inativos e os ativos como forma de compensação para aqueles que contribuíram a vida inteira com o serviço público.

Abson Praxedes disse que esse movimento pretende discutir com o governo federal amplamente os direitos dos trabalhadores no serviço público para que tenham reparação salarial das perdas acumuladas durante pelo menos 10 anos.

Os delegados do Sindsef cumprem extensa agenda de movimentos e reuniões em Brasília defendendo o que foi amplamente discutido nas bases como forma de pressão para que o governo federal possa marcar reuniões com o objetivo de discutir a situação funcional dos servidores federais e apresentem uma contra proposta.