SINDSEF - Sindicato dos Servidores Federais do Estado de Rondônia Trabalhadores da Conab enfrentam obstáculos na negociação de ACT e outros desafios – SINDSEF – Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia
domingo , setembro 25 2022
Home / Notícias / Destaque / Trabalhadores da Conab enfrentam obstáculos na negociação de ACT e outros desafios

Trabalhadores da Conab enfrentam obstáculos na negociação de ACT e outros desafios

 

Empregados da Conab devem se reunir nesta quinta-feira (6), às 9 horas (horário de Brasília) para discutir e deliberar a aprovação de proposta para o novo Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2020/2021 que será entregue à empresa. A eleição da Comissão de Negociação, congelamento salarial e férias compulsórias também estão entre os destaques da plenária.

Da Conab em Rondônia, participará o servidor Alexander Fleming, eleito como delegado pela categoria em assembleia virtual realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia – Sindsef/RO, no dia 27 de julho.

A votação que ocorrerá via zoom, em respeito às recomendações de isolamento para combate à pandemia da Covid-19, terá a participação de outros delegados de entidades filiadas e de membros da Direção Nacional da Fenadsef.

A categoria enfrenta diversos obstáculos, dentre eles, no processo de negociações do ACT 2019 que chegou a ser prorrogado pela 12a vez, segundo a Condsef//Fenadsef.

Congelamento e férias compulsórias

Outros temas devem ser debatidos pela categoria. Assim que a Lei Complementar 173/20 foi promulgada congelando salários dos servidores das três esferas a Conab imediatamente decidiu congelar progressões e promoções dos empregados numa leitura equivocada da legislação. Provocada pela assessoria jurídica da Fenadsef, representante legal da categoria, a empresa recuou da decisão e suspendeu o congelamento da contagem de tempo e concessão de progressões e promoções que seguem normalmente.

Outra questão jurídica que está afligindo muitos empregados é a imposição de férias compulsórias aplicadas pela empresa sem diálogo com a categoria. A Fenadsef novamente procurou a Conab para contestar o posicionamento da empresa e aguarda informações. O secretário de Assuntos Jurídicos, Parlamentares e de Classe da Condsef/Fenadsef, Edison Cardoni, acompanha o caso e espera que o problema seja solucionado por vias administrativas. “Manteremos as entidades filiadas informadas para adoção de providências”, adiantou.

Com informações da Condsef/Fenadsef